SAIBA COMO COMBATER A CELULITE E ENTENDA MELHOR O SEU CORPO

 

AS CAUSAS DA CELULITE: SAIBA MAIS SOBRE AS CELULITES, E COMO PREVENIR.

É na camada mais profunda da pele, a hipoderme, que tudo começa. Aí localizam os adipócitos, células que funcionam como reservatórios de gordura.

“Quando é armazenada ocorre uma série de reações metabólicas que produz substâncias tóxicas”, conta Agnelo Martins, médico e diretor da Clínica South Beach, no livro `Como tratar a celulite`.

Estas substâncias são depois eliminadas pelos sistemas de drenagem, os vasos sanguíneos e linfáticos. Se este mecanismo não funcionar, elas vão acumular e associar-se à retenção de líquidos e edema; por sua vez esta retenção de substâncias tóxicas dificulta cada vez mais o sistema de drenagem devido à pressão nos vasos, originando um círculo vicioso, segundo o especialista. E que a celulite tem as condições para se manifestar.

Esses nódulos de gordura, que são protegidos por septos fibrosos à volta, onde a irrigação sanguínea é diminuída, e acompanhados por um processo inflamatório, segundo Manuela Cochito, dermatologista, são um problema complexo. A solução passa por perceber as suas causas e pôr em prática um plano global.

Anatomia

“Na mulher, os septos fibrosos que dividem os glóbulos de gordura têm uma forma vertical, mas no homem esta é oblíqua e entrecruzada. Logo, quando há acumulação de gorduras entre os freixos fibrosos femininos estes fazem um ponto de ancoragem em profundidade e a gordura tende a ficar saliente entre eles, dando o tal aspecto ondulado, o que não acontece no caso dos homens.”, disse o dermatologista, Miguel Trincheiras.

“No sexo masculino os adipócitos aumentam em volume enquanto na mulher, além de aumentarem em volume mais rapidamente, multiplicam-se.”, explica o tambem dermatologista Agnelo Martins.

Genes

Até as mulheres magras têm celulite. Mais… Porquê? “Há uma tendência genética que leva à acumulação da gordura nos adipócitos e que se transforma em celulite. O fator genético tem um papel muito importante, podendo ser estimulado ou diminuído pelo estilo de vida”, explica Agnelo Martins.

“Paralelamente a mulher está geneticamente preparada para potenciais gravidezes e para que o organismo armazene reservas, quando come em excesso, para depois gastar em épocas em que não há comida, o que hoje não acontece e, portanto, acaba por acumular”, acrescenta Manuela Cochito, dermatologista.

Hormonios

“A própria fisiologia do sexo feminino favorece a celulite”, refere Agnelo Martins, segundo o qual as alterações hormonais (ao nível dos estrogénios) na puberdade, gravidez e menopausa promovem e agravam a pele “casca de laranja”.

“Também a pílula facilita o desenvolvimento da celulite”, acrescenta.

Má circulação

“Ao dificultar a eliminação de líquidos e detritos, a diminuição ou o abrandamento do retorno venoso e linfático promove a celulite”, aponta Agnelo Martins.

Para contrariar este problema, deve renunciar do tabaco, sedentarismo, excesso de sal, alimentos ricos em gordura saturada, vestuário muito apertado, saltos altos, pontiagudos ou apertados, e evitar estar muito tempo sentada ou em pé. Se tiver problemas circulatórios consulte um cirurgião vascular ou angiologista.

Stress

“Provoca o aumento de secreção de estrogénios e, consequentemente, favorece o aparecimento da celulite”, afirma Agnelo Martins. A atividade física é um excelente antídoto, tendo ainda a vantagem de favorecer a circulação sanguínea.

Alimentação

O excesso de gordura, hidratos de carbono, açúcares e bebidas alcoólicas promovem o aumento dos adipócitos e são aliados da retenção de líquidos, devendo, portanto, limitar o seu consumo. 

Pelo contrário, uma alimentação equilibrada e rica em vegetais, cereais integrais e fruta ajuda a salvaguardar a silhueta da celulite, dada a sua riqueza em fibra que contraria, a obstipação e gases também associados a este problema. 

ENTENDA MELHOR

O Que e Adipócitos?

Células localizadas na camada mais profunda da pele que armazenam triglicéridos e têm a capacidade de aumentar até 100 vezes o seu tamanho e de se multiplicarem.

E Pré-adipócitos

Células jovens que se podem transformar em reservatórios de gordura.

Lipólise?

Processo de libertação de gordura das células gordas (adipócitos).

Lipogénese?

Processo de transformação de glucose (açúcar) em gordura que determina o aumento da dimensão dos adipócitos.

 
TRATAMENTOS ESTÉTICOS 
 
“Como a celulite tem várias causas, tratá-la exige uma abordagem multidisciplinar”, avisa a dermatologista Dóris Hexsel, do Centro Brasileiro de Estudos em Dermatologia, em Porto Alegre. Isso significa que, além de adotar um programa de alimentação equilibrada e, de preferência, ter uma rotina regular de atividade física, os médicos acreditam que a melhor saída dentro dos consultórios e das clínicas é combinar DOIS ou mais tratamentos estéticos.
 

Accent XL 

Também utiliza a energia de radiofrequência, que, por meio do calor, contrai as fibras de colágeno, firmando a pele. A novidade é uma nova ponteira (o cabeçote do aparelho), a Unilarge. Ela permite um número de disparos maior para deixar o tratamento mais rápido e seguro, além de menos dolorido. “Com esse dispositivo, o calor é distribuído de forma mais uniforme e profunda, característica necessária para agir sobre a camada de gordura, deixando esse tecido compactado, mais murchinho”, explica Leticia Nanci, dermatologista de São Paulo. Assim, o tratamento age em três frentes: flacidez, gordura localizada e, de quebra, celulite. O Accent XL demanda de 10 a 15 sessões, uma ou duas vezes por semana. O preço varia de 500 a 800 reais* a sessão, dependendo da área tratada.

Ultrashape

Ele já foi batizado de lipo sem cortes já que promete detonar a gordura localizada sem a necessidade de uma cirurgia. As ondas de ultrassom focais, tecnologia utilizada nesse procedimento, demonstraram ser capazes de romper as células de gordura, mas de pequenas regiões como um leve pneuzinho nos flancos ou um excesso de gordurinha ao redor do umbigo ou no culote. Caso contrário, haveria o perigo de aumentar as taxas de triglicérides no sangue – risco para a sua saúde como o entupimento das artérias. A segunda versão do aparelho – Contour I by Ultrashape –, agora com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), vem com software mais moderno que permite fotografar a paciente para acompanhar a evolução do tratamento. “Além disso, disponibiliza três níveis de energia, o que diminui o desconforto, uma espécie de formigamento, que algumas mulheres sentem”, fala Letícia Nanci. O tratamento completo inclui três sessões (com um intervalo de um mês entre elas). Cada sessão custa de 1 a 2 mil reais*, dependendo da área tratada. 

Thermacool Deep

 
Esse aparelho, outro de radiofrequência, já é bastante conhecido para dar maior firmeza ao corpo e ao rosto. Agora, uma nova ponteira, a Deep, por agir de forma mais profunda e atingir a camada de gordura, permite remodelar regiões não só com flacidez mas também com pequenos áreas de gordura localizada. Por meio de calor, a energia da radiofrequência contrai as fibras de colágeno, deixando a pele mais densa e firme. “Além disso, consegue compactar o tecido adiposo (e não romper as células de gordura), melhorando o contorno corporal”, explica Letícia Nanci. “Justamente por isso, existe a paciente certa para o procedimento: mulheres no seu peso ideal, mas que tenham uma ou outra dobrinha, de preferência, com flacidez”, indica Ana Lucia Récio. Barriga, parte de trás das coxas e bumbum (bem nas bochechinhas) costumam dar bons resultados. O Thermacool Deep é feito em uma única sessão anual DE ACORDO  com a area a ser tratada.
Drenagem Linfática

Drenagem linfática é uma técnica de massagem manual desenvolvida nos anos 30 pelo terapeuta dinamarquês Vodder, e sua esposa, com o objetivo de tratar afecções crônicas das vias respiratórias superiores. Estimula o sistema linfático a trabalhar em um ritmo mais acelerado, mobilizando a linfa até os gânglios linfáticos. Por esse processo são eliminados o excesso de líquido e as toxinas. A drenagem linfática pode ser feita de forma manual, mecânica ou por meio de uma modalidade mais recente, a eletroestimulação. A linfa conduz o líquido excedente e as toxinas aos órgãos excretores, provocando uma limpeza interna. Ela também é responsável por levar oxigênio, substâncias nutritivas e hormônios para os tecidos, o que é fundamental para o funcionamento do nosso organismo.

Como a linfa se desloca sempre numa mesma direção, ela depende de forças externas, tais como a gravidade, as manobras de massagem, além das forças internas (como a contração muscular, a pulsação das artérias próximas aos vasos, o movimento das vísceras e os movimentos respiratórios) para funcionar como um relógio. Com a massagem favorecemos o seu funcionamento. A ação da drenagem: Imagine um quintal (o corpo), onde são jogados vários baldes de água (a linfa). Então, você pega o rodo (manobras de drenagem linfática) e puxa toda a água para o ralo (gânglios linfáticos) até secar o quintal, ou seja, desobstruir o local. A principal função da drenagem linfática é retirar os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos. Ao serem retirados do local armazenado, tais substâncias são encaminhadas para o sangue através da circulação. Essa técnica também estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunitário, é relaxante e tranqüilizante, combate a celulite e a gordura localizada e ainda melhora a ação antiinflamatória do organismo.

A drenagem linfática é realizada em dois processos, a evacuação, que consiste em desobstruir os gânglios e as demais vias linfáticas, e a captação, que consiste em realizar de fato a drenagem. De forma manual a drenagem é feita a partir de círculos com as mãos e com o polegar, movimentos combinados e pressão em bracelete. Por aparelhos, a drenagem é feita através de um sistema inteligente de computador que infla e desinfla uma espécie de bolsa que assim como a drenagem manual melhora a condição das linfas. É importante saber que essa técnica é contra-indicada para pessoas com infecções agudas, insuficiência cardíaca, trombose, hipertensão, câncer, asma brônquica e bronquite asmática.

Fonte:Universo feminino e Porta da fisioterapia