As 100 +…

Um guia divertido e obrigatório para todas as mulheres que desejam estar sempre bem-vestidas, escrito por Nina Garcia, editora de moda da Marie Claire norte-americana e jurada do programa de TV Project Runway, do People+arts. As 100 + traz as peças indispensáveis a qualquer guarda-roupa feminino. Uma lista que vai de pantufas a salto alto, passando por casacos de pele, jeans e colar de pérolas, os itens básicos para um visual impecável e elegante. Ilustrado por Ruben Toledo e com capa dura, mostra as peças que sobrevivem às estações e às tendências que nunca saem de moda. Best seller do New York Times. Uma ótima opção de presente  também…

 * Origem: Nacional * Ano: 2009 * Edição: 1 * Número de páginas: 312 * Acabamento: Brochura * Formato: Médio

ALICEMANIA

Quero tudo e você?

Gelatina e colágeno

O colágeno e a gelatina são indicados como coadjuvantes em dietas de emagrecimento para prevenir a flacidez e o surgimento de estrias. Eles colaboram também para a formação correta das fibras colágenas da pele e dos tecidos adjacentes, sendo benéficos contra a celulite. Eles também ajudam a fortalecer as unhas e melhoram o aspecto do cabelo.

O colágeno é a proteína mais abundante no organismo, constituindo cerca de 30% das proteínas do nosso corpo e 6% do nosso peso total. É a proteína que compõe os tecidos de sustentação, como pele, ossos, tendões e cartilagens.A gelatina é extraída do colágeno, especialmente do bovino. Ela contém uma série de fragmentos de proteínas que fornecem aminoácidos, fundamentais para a manutenção de ossos e a regeneração de algumas articulações.

Um organismo saudável necessita de colágeno para a manutenção do tônus muscular e de uma pele firme, com uma reposição diária de aproximadamente 1g por quilo de peso corporal. Pesquisas mostram que, por volta dos 25 anos, o organismo começa a diminuir a produção de colágeno em contraposição à necessidade constante dessa importante molécula no processo de rejuvenescimento e reparação celular.  

Aos 50 anos, o corpo só produz em média 35% do colágeno necessário. Supõe-se que esta seja uma das principais causas do envelhecimento. Com a diminuição do colágeno, os músculos ficam flácidos, diminui a densidade dos ossos, as articulações e ligamentos perdem a elasticidade e a força, a cartilagem que envolve as articulações fica frágil e porosa, com aspecto de almofada. Os cabelos perdem o viço, pois diminui a espessura do fio capilar. Alguns órgãos podem sofrer deslocamento e apresentar mau funcionamento. A pele fica mais fraca, desidratada e sem elasticidade, culminando em flacidez e no aparecimento de estrias; o ganho de reserva lipídica é mais acentuado. 

A gelatina contém 18 aminoácidos. O organismo humano necessita de 10 dos chamados aminoácidos essenciais, que são consumidos através dos alimentos. Gelatina contém 9 destes aminoácidos essenciais em uma proteína alimentícia de fácil digestão e utilização. O aminoácido triptofano não está presente na gelatina; entretanto, isto não é muito significativo, uma vez que este aminoácido é encontrado em quantidades adequadas em outros alimentos da dieta.

A mais importante propriedade da gelatina é sua capacidade de formar um gel termo-reversível, a partir de soluções com amplos limites de concentração, isto é, podemos converter uma solução para a forma sólida e reconvertê-la para a forma líquida, por meio de aquecimento. Gelatina é também importante em aplicações farmacêuticas e fotográficas.

A melhor forma de se consumir,considerando que a dose mínima para obter os benefícios é de 10 gramas de gelatina por dia e você precisaria ingerir 20 cápsulas  já que cada uma delas contém só 500 miligramas, é em pó. 

 Nesse caso, basta ingerir 1 colher de “sobremesa” de gelatina em pó sem sabor DISSOLVIDA EM ÁGUA diariamente.Sem contar que a ação da gelatina em pó é mais rápida. Já aquela gelatina colorida e com sabor de infância não é tão eficiente para a formação do colágeno.Ou peça pra manipular as quantidades necessárias em uma farmácia de manipulação.

Cada uma…MAKE ADESIVA.

Conhece  a sombra adesiva?

” Às vezes surge aquele desejo de estar prontinha num passe de mágica, não é? E não só nas mais atarefadas, mas também naquelas que se acham meio “sem jeito” na hora de fazer uma maquiagem legal. A boa notícia é que, mesmo que não haja varinha de condão, as empresas de cosméticos têm buscado facilitar a nossa vida e algumas já inventaram, por exemplo, a maquiagem em adesivo. Será que essa moda vai pegar?

Rímel, blush e batom complementam uma produção simples, porém eficiente.

Sobre o uso da maquiagem adesiva, Edy Clemente pondera: é necessário que a consumidora tenha um espaço grande entre a sobrancelha e a pálpebra para aplicar o adesivo. E é bom lembrar que as sombras, sozinhas, não compõem a make. “Vai ser preciso completar com delineador, rímel e o restante da maquiagem”, conclui.

Alguns maquiadores sondados também acharam as cores over. Há desde marrom escuro com degradé dourado a preto iluminado com branco. As mais descontraídas têm tons alaranjados, lilases, azuis, verdes e pêssego. E as divertidas imitam peles de zebra e onça, além do camuflado dos uniformes militares.”

Texto:bolsa de mulher

// Deve ser útil pra quem não tem coordenação para se maquiar…Coisa que eu duvido que alguém não saiba fazer hoje em dia.

Agora só falta o esmalte adesivo.Será que já existe? Nem duvido rss

Manchas na pele?

As manchas na pele são um tormento para homens e mulheres que buscam uma aparência saudável e jovem. A marca de uma espinha, as sardas e os cloasmas de gravidez são as mais comuns e podem ser prevenidas e apagadas.

Como todo tratamento, se começar logo nos primeiros sintomas, as chances de sucesso são imensas. Se forem prevenidas com protetor solar diário então, uma pele lisa e aveludada é garantida.

As manchas são uma variação de cor na pele – quantidade de melanina – e podem aparecer marrons, brancas ou vermelhas e variar sua intensidade de acordo com a predisposição de cada pessoa.

Causas

  • Alteração na produção de melanina;
  • Infecções;
  • Disturbios hormonais;
  • Exposição ao sol;
  • Marcas de acne.

Dicas de tratamentos capazes de eliminar as manchas no rosto, nos braços, nas pernas, em qualquer parte do corpo:

  • Filtro solar: indicado para previnir e tratar as manchas causadas pela exposição ao sol.
  • Cosmo cair C250: atua diretamente em processos da melanina. Serve para clarear manchas na pele.
  • Ácido Kojico: um ods despigmentadores mais usados atualmente. Uma de suas maiores vantagens são: não irrita a pele dos usuários e nem causa fotossensibilização, o que permite ser usado durante o dia.
  • Clariskin II: também utilizado para clarear manchas. Seu diferencial é que pode ser usado por gestantes.
  • Pellings Superficiais: Dentre os tratamentos disponíveis nas clínicas, o peeling é o mais indicado para o tratamento de manchas na pele, pois remove apenas a camada supercicial da pele.
  • Cremes clareadores: Dentre as mais famosas podemos citar: Nive Visage Uniform Skin, White Peel C, Skin Plus, Melani-D e Soya Unify. Os preços variam de R$30,00 (Nivea Visage) à R$140,00 (White Peel C).

Tipos de manchas

Manchas de envelhecimento

“O envelhecimento cronológico pode fazer com que se tenha mais vulnerabilidade a pintas e manchas localizadas, pois o organismo vai perdendo a capacidade de filtrar as células defeituosas, a pele perde parte da capacidade de se defender do sol, além do fato da radiação ser cumulativa ter sido guardada na memória da célula durante as décadas de vida”, explica a dermatologisra Lígia Kogos.

As famosas melanoses actínicas nas mãos, sardas brancas em pernas e antebraços, avermelhamento na lateral do pescoço (chamada poiquilodermia) e as lesões pré-cancerosas, ásperas como as queratoses actínicas são exemplos dos efeitos causados na pele ao longo dos anos e que podem ser amenizados com o uso do protetor solar.

Manchas causadas por lesões

Picadas de insetos, queimaduras leves e arranhões costumam deixar a pele manchada. A princípio as lesões são cor de vinho, rosadas, mas depois podem se tornar castanhas, já que o organismo “deposita” melanina nos locais onde houve uma inflamação, particularmente nas pessoas de pele morena ou dourada, as mesmas que pegam bronzeado com facilidade.

A acne também deixa manchas avermelhadas escuras, por longo tempo após as espinhas terem desaparecido, fazendo com que cada espinha nova que apareça cause aborrecimento por muitos meses.

Manchas em áreas sensíveis

As manchas que aparecem em áreas sensíveis como as axilas e a parte interna das coxas são um grande incômodo à maioria das mulheres, principalmente as de pele mais escura.

A maioria delas é classificada como dermatite de contato causada pelo uso de desodorantes ou pela depilação.

“Deve-se analisar antes se estas manchas são micoses para só depois fazer um tratamento adequado”, explica o dermatologista Alexandre Lamberte.

Apague as sardas brancas

Apagá-las totalmente não é tarefa fácil, para não dizer impossível. Mas alguns tratamentos prometem reduzir uma boa parte delas ou, pelo menos, torná-las menos evidentes.

Esses pequenos pontos, bem mais claros que o tom da pele, costumam invadir os braços, as pernas e o colo a partir dos 30 ou 35 anos. Normalmente, são resultado de anos de exposição ao sol sem proteção. E são difíceis de apagar para sempre.

Mas é bom lembrar que nenhum tratamento evita que novos pontinhos brancos apareçam. Por isso, vale a pena apostar na prevenção, com o uso freqüente de um filtro solar. “Quem já usa um protetor 15, por exemplo, deve aumentar o fator de proteção para 20 ou mais, pelo menos quando vai à praia”, orienta dermatologista Ligia Kogos.

Outros tipos de tratamento contra as manchas

Ácido retinoico + Hidroquinona: as fórmulas feitas com estes dois componentes são bastante usadas e a concentração de cada um dependerá do tipo de pele, profundidade da mancha e outros fatores individuais que são analisados pelo dermatologista em cada caso. Em algumas ocasiões, recebem corticóides para aumentar a eficiência das fórmulas. Os efeitos colaterais são descamação e pele levemente rosada. Eles devem ser aplicados à noite e de preferência no inverno. São receitados numa consulta simples ao dermatologista.

Microcauterização: um dos métodos mais eficientes e simples para tratar sardas escuras e claras, melanoses (manchas localizadas), queratoses actínicas e pintas superficiais. Um aparelho com ponta finíssima e quente é aplicado em cima de cada lesão. A carga elétrica causa destruição da mancha indesejada. O processo pode ser feito em qualquer tipo de pele e o dermatologista aplica cremes anestésicos ou anestesia local em cada lesão antes de realizar o procedimento, que é rápido e de baixo custo, podendo ser feito durante uma consulta simples. O efeito colateral é deixar crostas por 10 dias no rosto e de 15 a 30 dias no resto do corpo.

Neve Carbônica: ideal para loiras e ruivas e quase indolor, este método consiste numa ponta congelada de um aparelho aplicada sobre as lesões que são destruídas pelo frio intenso. Deixa crostas por um período de 10 a 30 dias e necessita de três aplicações para garantir resultados satisfatórios.

Amelan: a aplicação é feita no consultório com um dermatologista e há uma manutenção em casa. Este método é usado para tratar de melasmas e cloasmas. Há uma leve descamação e vermelhidão que pode ser disfarçada com o uso de protetor solar e hidratante.

Novos tipos de laser apagam as manchas da pele

Laser Quantum: é atualmente o mais usado para resolver as manchas avermelhadas do pescoço, que até então representavam um problema de difícil resolução com ótimo resultado. Ë útil também para melanoses.

Laser de Co2: pode ser usado para melanoses e queratoses. No caso de peelings de laser (Resurfacing a laser) seu alto custo e resultados semelhantes aos peelings de ATA, período de recuperação longo (três a seis meses) e os riscos de hiperpigmentação e cicatrizes tem desestimulado seu uso para este fim, colocando-o em segundo e terceiro planos.

Laser de Rubi:­ esta variação do comprimento do laser é bastante usada para minimizar sardas escuras.

Trate as manchas de gravidez

 Durante a gravidez as mulheres estão mais suscetíveis às manchas por causa da variação hormonal e da predisposição genética.

Os cloasmas são manchas difíceis de serem eliminadas e o grande segredo é a prevenção, ou seja, fugir do sol durante a gestação para evitar a formação de manchas ao redor dos lábios e nas bochechas (geralmente ganham forma de asa de borboleta).

Mulheres que usam anticoncepcionais ou fazem tratamentos com hormônios também são alvos dos cloasmas.

“Usar óculos escuros também é fundamental para filtrar os raios solares que entram pelos olhos. Além disso, o tratamento só pode ser feito quando a gestação acabar”, explica a dermatologista Samantha Neves.

Seção Brechó